Desenvolvendo paixões na jornada

Você pode desenvolver uma paixão por algo escolhendo ser curioso sobre isso e colocando no seu trabalho ou no dia a dia para aprender mais. Na minha visão, o grande mito sobre as paixões é que, uma vez que você encontra a sua, você nunca terá que trabalhar um dia em sua vida.

O grande problema desse mito é que ele pode nos fazer desistir facilmente. O que você provavelmente fará se tentar algo novo e achar difícil? E pode ter certeza de que achará difícil. Não há outra direção que não seja encarar a dificuldade para viver uma paixão por um propósito, pois precisará de muita dedicação e aprendizado.

E por isso muitos dizem sobre “sair zona de conforto”, mas na prática não conseguem sair de lá e dizem: “Bem, essa não deve ser minha paixão, foi difícil.”

Para resumir, seguir sua paixão tornou-se um conselho de carreira muito popular, especialmente nos Estados Unidos.

Mas existem dois mitos comuns sobre sua paixão que precisamos reconhecer se estivermos vai tornar a ideia de ter uma paixão relevante para a nossa tomada de decisões de carreira.

As primeiras paixões não são encontradas ou descobertas totalmente formadas, ali desenvolvido e até certo ponto cabe a nós o que interessa ou atividades que escolhemos transformar em paixões.

O segundo mito, uma vez que você desenvolve uma paixão por algo, isso não significa que o trabalho será fácil ou que você terá uma motivação infinita.

Essas realidades levaram algumas pessoas a jogar fora toda a ideia de seguir seu paixão como inútil. Na verdade, li alguns artigos on-line que dizem que seguir sua paixão é conselho terrível. Mas eu discordo. Acho que seguir sua paixão é um ótimo conselho, mas comumente mal interpretado.

Não devemos esperar que nossa paixão nos atinja como uma onda de insight e nós definitivamente não devemos nos sentir mal sobre nós mesmos se não descobrimos o que é. Mas devemos procurar cultivar uma paixão em torno de uma área ou interesse em que queremos trabalhar. E isso é diário, uma jornada contínua, até ter condições de viver a jornada pela paixão.

Acho que podemos fazer isso fazendo duas perguntas: o que eu gosto e o que eu acho que importa?

As respostas não virão rapidamente, mas se continuarmos fazendo as perguntas, podemos construir nossa consciência sobre as maneiras pelas quais encontramos engajamento e significado em nossas jornadas e trabalho.

Por exemplo, podemos descobrir o que gostamos ao entender nossos pontos fortes e como usá-los em diferentes configurações e contextos. Também podemos brincar de prestar mais atenção às atividades de trabalho que nos energizam em vez de nos drenar. Respondemos à pergunta – o que importa – refletindo sobre nossas crenças centrais sobre o significado da vida e do trabalho.

Podemos aprender mais sobre problemas e soluções com os quais nos preocupamos e gradualmente encontrar maneiras de ligar os pontos entre o trabalho que fazemos e o que achamos que o mundo precisa.

Claro que precisamos da perspectiva realista. Quase todo mundo precisa trabalhar e ganhar dinheiro para atender às suas necessidades e se sustentar seus entes queridos, mas não devemos fingir que nossa paixão ou interesse não importa.

Também precisamos da visão idealista para nos lembrar que o trabalho não precisa ser um trabalho árduo sempre exigirá esforço, mas sua carreira será muito mais gratificante se você puder alinhá-lo com tópicos e propósitos que lhe interessam durante a jornada.

Por fim, tenha equilíbrio, procure por idealismo e realismo. Devemos aconselhar os jovens a serem práticos sobre seu futuro financeiro e também incentivá-los a buscar um trabalho de que gostem e um trabalho que considerem importante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: