Qual seu propósito? Trabalho x Carreira x Chamado

A maioria das pessoas precisa trabalhar para viver. Mas para algumas pessoas, o trabalho é significativo e agradável, enquanto para outras, parece um trabalho necessário. Por que é isso?

Os termos “emprego”, “carreira” e “chamado (propósito)” podem nos ajudar a entender por que pessoas diferentes têm experiências de trabalho tão diferentes.

Um emprego é qualquer trabalho que você faz por remuneração. As pessoas que vivenciam o trabalho como um emprego acreditam que o objetivo do trabalho é receber o pagamento para que possam satisfazer suas necessidades materiais, pagar suas contas ou sustentar sua família. Eles podem dizer: “Eu trabalho na construção” ou “Eu trabalho em um escritório”.

Uma carreira refere-se ao trabalho que você faz por um período significativo de sua vida com oportunidades de progresso. As pessoas que vivenciam o trabalho como uma carreira se identificam com seu cargo, setor ou habilidades. Eles podem dizer: “Sou um construtor”, “Sou um gerente”, “sou um empresário”, “sou um diretor de tecnologia”ou “sou um investidor”.

Um chamado refere-se ao trabalho que você faz porque gosta e acha que é importante. As pessoas que encaram o trabalho como uma vocação acreditam que estão contribuindo para algo além de si mesmas. Eles podem dizer: “Eu construo casas para as pessoas que precisam delas”, “Eu ajudo os funcionários a prosperar”, “eu construo casas para as pessoas viverem melhor” ou “eu crio tecnologias que facilitam a doação entre pessoas”.

Qualquer trabalho pode ser experimentado como um emprego, uma carreira ou um chamado. Não importa que tipo de trabalho você faz. O que importa são suas crenças sobre o propósito do trabalho. Se você acredita que o trabalho é uma forma de ganhar dinheiro, você tem um emprego. Se seu trabalho é fundamental para sua identidade e senso de progresso, você tem uma carreira. Se você acredita que seu trabalho contribui para algo além de você, você tem um chamado.

Ter um chamado não significa que você não está preocupado em pagar suas contas ou progredir em sua carreira. Em vez disso, pense em empregos, carreiras e chamados como uma pirâmide, onde cada um se baseia no último adicionando uma camada adicional de significado. As pessoas que encaram o trabalho como uma vocação ainda precisam ganhar dinheiro e podem estar interessadas em avançar em suas carreiras e desenvolver habilidades, mas também acreditam que seu trabalho é significativo.

Você pode pensar que ficará mais feliz no trabalho se tiver uma vocação em vez de um emprego, e está certo. As pessoas que sentem que seu trabalho atende a um propósito maior relatam níveis mais altos de satisfação no trabalho.

Dica: Se você deseja um chamado, mas não o tem, pode optar por mudar de emprego ou carreira para fazer um trabalho que acredita ser importante. Mas você também pode refletir sobre como seu trabalho atual impacta positivamente outras pessoas. Lembre-se de que não é o tipo de trabalho que você faz, mas quem você é e suas crenças que determinam se você tem um emprego, uma carreira ou um chamado.

🤔 Reflita sobre sua própria experiência de trabalho: “Você tem um emprego, uma carreira ou uma vocação?” Pegue um pedaço de papel e anote algumas reflexões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: