Trabalho em equipe, faça enquanto é tempo

alcateia_lobosMichael Jordan já dizia: “O talento vence jogos, mas só o trabalho em equipe ganha campeonatos”. No último texto escrito aqui falei sobre minha visão sobre as gerações. É nítido cada vez mais a importância do trabalho em equipe, mas, de forma inversamente proporcional, vejo o desinteresse das pessoas em aderir ao trabalho em grupo.

Duas coisas que gosto muito em minha vida são: ESPORTES e ANIMAIS.

Tentando fazer analogias históricas e práticas usando estas preferências, vou tentar ilustrar sobre trabalho em equipe.

Quanto aos esportes, pratico a vários anos e sou apaixonado por artes marciais, um esporte que a princípio para quem não pratica é visto como solitário. Porém, essa visão é errada! A arte ou luta marcial é, talvez, o esporte que mais precise de um trabalho em time, em grupo, do qual todos estão em colaboração para o objetivo “solitário”, mas que ninguém o fará sozinho.

Não há treinos sem parceiro, não há técnica sem parceiro, não há lesões sem parceiro, não há derrotas ou vitórias sem a união de um time.

Trabalhar em equipe não é fácil, cada um tem sua forma de agir, pensar, atuar, refletir, impor. Durante minha vida pessoal e profissional uma das maiores reflexões que tenho feito é tentar entender o motivo do comportamento do outro indivíduo. (Jesus fez isso a vida toda, não é mesmo?!).

No dia a dia, em palestras, em textos e artigos citamos muito a importância de saber ouvir, mas ouvir por ouvir é muito fácil, o difícil é entender onde o outro quer chegar e ajudá-lo a chegar, mesmo com erros, mas atuar em time. E isso a arte marcial nos ensina no dia a dia, pois não há nada mais frustrante que ir treinar e não ter ninguém para lhe dar uns murros na cara! (Risos)

Agora vamos refletir sobre o mundo animal, e vou utilizar um exemplo emcionante.

Ao invés de enxergamos o lobo apenas pelo lado supostamente negativo, como animal sanguinário, como criatura malvada que devora gente, assim retratado na famosa história de Chapeuzinho Vermelho e em diversas outras fábulas, cuido aqui de evidenciar aprendizados que os lobos nos trazem, particularmente sob o ponto de vista de liderança, organização, espírito de equipe, respeito pelos mais velhos, ensino aos mais jovens, proteção à família, e principalmente que o líder deve vir por último mostrando que a capacidade vem do seu time.

Pelo que se percebe, os lobos são exemplo de inteligência. Aliás, não poderia ser diferente, porque foi deles que surgiu o nosso melhor amigo, o cão! Que os meus cães saibam disso, pois eles realmente são o melhor amigo, e se for falar de trabalho em equipe utilizando cães será injusto para o ser humano, pois eles praticamente usam o AMOR ACIMA DE TUDO. Mas vamos lá!

O exemplo dos lobos para a nossa vida

a02c0-lobos

Na imagem acima vemos o melhor aprendizado sobre trabalho em equipe. Os 3 primeiros lobos são os mais velhos ou os doentes e marcam o ritmo do grupo. Se fosse ao contrário, seriam deixados para trás e perderiam o contacto com a alcateia. Daqui temos o primeiro aprendizado, pois mesmo que agora alguém do time esteja limitado pela idade ou pelas circunstâncias da vida, eles podem contribuir muito com o seu conhecimento e experiências.

Em caso de emboscada dão a vida em sacrifício pelos mais jovens. O segundo aprendizado é que só se tornam sábios somente aqueles que obtiveram experiências de vida.

Eles são seguidos pelos 5 mais fortes que os defenderão em um ataque surpresa. No centro seguem os demais membros da alcateia, e no final do grupo seguem os outros 5 mais fortes que protegerão o grupo. O terceiro aprendizado é o senso de proteção para aqueles que um dia estarão mais fortes, pois a vida é uma roda gigante parceiro!

Em último, sozinho, segue o lobo “alpha”, o líder da alcateia. Nessa posição ele consegue controlar tudo ao redor, decidir a direção mais segura que o grupo deve seguir e antecipar os ataques dos predadores. O último aprendizado é que um bom líder confia na equipe, fica de longe, não aparece, mas conhece e sabe tudo que está acontecendo.

Em resumo, a alcateia segue ao ritmo dos anciões e sob o comando do líder que impõe o espírito de grupo não deixando ninguém para trás.

“O verdadeiro sentido da vida, não é chegar primeiro, mas chegar todos juntos ao mesmo destino”. Jeovany Skarpathia

Abaixo segue um trecho da entrevista do mestre dos mestres da inovação falando sobre trabalho em equipe. Há, outra coisa, muitos acham que conceitos de startups são de agora. Então, veja o video.

Anúncios

Sobre Fernando Luis Parreiras

Profissional com atuação em gestão de tecnologias e inovações, acumula experiência de mais de 18 anos executando, entregando e gerindo projetos com times de gênios em tecnologias e inovações disruptivas. Mestre em Empreendedorismo e inovação, formado em Desenho Industrial e Administração de empresas, possui especializações em Projetos, Inovação, Empreendedorismo, gamification, gestão executiva e de pessoas. Atuou em grandes empresas e projetos de alta complexidade, é entusiasta e praticante formado faixa preta em esportes de lutas e evangelizador de uma vida saudável.
Esse post foi publicado em Administração, Gestão, Liderança, Motivação, Pessoal, Profissional e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.