Explorando terras sem lei, realidade virtual (VR)

rafa.pngSabe aquelas garotos gênios que você tem orgulho de trabalhar junto? Este aí é um deles! Rafael Costa (Rafa) é um cara movido por desafios e tem uma característica ímpar: CAPACIDADE DE ENTREGA.  Bro, saiba que é uma honra ter textos seus, tu vai longe como sempre lhe digo!

Co-Fundados e CTO da Kyub Interactive.
Especialista em Jogos e Realidade Mista.
Eterno aluno e entusiasta tecnológico.

A Realidade Virtual e Realidade Aumentada deixaram de fazer parte do universo da ficção científica para se tornarem a grande aposta do mundo moderno. Empresas como Facebook, HTC e Microsoft aportam bilhões de dólares em pesquisa para que esse mercado ganhe vida.VR

Atualmente o mercado de VR é um ambiente inexplorado, com regras muito pouco definidas, e isso gera oportunidades e desafios para o desenvolvimento de aplicações.

Hoje gostaria de falar sobre Usabilidade na realidade virtual.

O QUE PARECE TRIVIAL, EM SÍNTESE É GENIAL

Já se pegou mexendo no notebook e parou para refletir “Quem inventou o padrão de se clicar duas vezes em um ícone e executar uma aplicação?”, ou mexendo em seu smartphone e pensando “Quem foi a mente brilhante que definiu o movimento de zoom-in e zoom-out? ”?
As tecnologias atuais não seriam nada sem um padrão de usabilidade fácil e bem definido que qualquer usuário pudesse aprender, e esta é a grande dificuldade para a popularização da Realidade Virtual atualmente.

SINESTESIA, EXTRAPOLANDO OS SENTIDOS

Um dos grandes limitadores da Realidade Mista (virtual e aumentada) é a ausência de alguns sentidos. Nossa visão e audição são enganadas, mas perdemos a capacidade de sentir objetos, e este limitador faz com que tenhamos uma quebra imersiva poderosa. Nossa mente chega a um impasse psicológico, fazendo com que tudo aquilo deixe de parecer real.

https://thumbs.gfycat.com/MatureSpanishArrowana-mobile.mp4

Se podemos virtualmente atravessar objetos na Realidade Virtual, devemos usar os sentidos disponíveis para evitar a quebra de experiência do usuário e esse é o estudo que tantas pessoas tentam solucionar atualmente – como criar a melhor usabilidade usando apenas os sentidos da visão e audição, sem quebrar realismo do mundo?

https://thumbs.gfycat.com/TerrificShadyHoneyeater-mobile.mp4

Atualmente trabalhamos com a ideia do feedback visual e sonoro.
Ao abdicarmos da ideia de se clonar perfeitamente a realidade conseguimos trabalhar com o conceito de que somos “fantasmas” no mundo da realidade virtual, e desta forma podemos ter acesso a habilidades que não possuímos no mundo real, como atravessar e nos ver através de paredes.

SUPER PODERES, SOLUCIONANDO LIMITADORES TECNOLÓGICOS

Estamos longe de imergir 100% em um mundo paralelo. Nosso corpo está em um mundo físico e ao nos movimentarmos pela sala podemos colidir com objetos reais que nos rodeiam. Por sorte, pouca gente entra na Realidade Virtual querendo se limitar à sua vida do mundo físico, e por isso podemos explorar os super poderes que todos nós gostaríamos de ter para solucionar a usabilidade falha da tecnologia atual.

Pegar objetos à distância, nos teletransportar, acessar menus com o estilo “Minority Report”. Todas essas habilidades estão lá com o intuito de reduzir as limitações tecnológicas atuais.
As pesquisas modernas tentam avançar rapidamente para se generalizar um padrão de comandos que possa ser compartilhado entre todas as aplicações em Realidade Mista, e dessa forma popularizar a tecnologia a ponto de torna-la parte essencial do dia a dia, como o smartphone se tornou. Vemos que esta revolução está vindo pela própria comunidade de desenvolvedores que pesquisam ardumente a melhor forma de se aproveitar as experiências dentro de um mundo novo.

REVOLUÇÃO OU FRACASSO?

Vivenciamos diversas tecnologias incríveis que morreram sem nunca se popularizar, podendo citar o exemplo do Google Glass e Kinect.

Com o custo atual dos óculos mais modernos de Realidade Virtual e Aumentada e sua experiência limitada posso afirmar que vivemos a época do Atari deste mundo, e sem a pesquisa e adesão dos usuários poderemos ver essa tecnologia ser arquivada no fundo do armário junto com seus predecessores.

Realidade Mista atual está fadada a morrer pelas limitações, ou veremos seu rápido crescimento nos próximos anos com mais aporte de investimento, e maior adesão do público comum?

Anúncios

Sobre Fernando Luis Parreiras

Profissional com atuação em gestão de tecnologias e inovações, acumula experiência de mais de 18 anos executando, entregando e gerindo projetos com times de gênios em tecnologias e inovações disruptivas. Mestre em Empreendedorismo e inovação, formado em Desenho Industrial e Administração de empresas, possui especializações em Projetos, Inovação, Empreendedorismo, gamification, gestão executiva e de pessoas. Atuou em grandes empresas e projetos de alta complexidade, é entusiasta e praticante formado faixa preta em esportes de lutas e evangelizador de uma vida saudável.
Esse post foi publicado em Inovação, Profissional, Realidades Virtual e Aumentada, TI - Tecnologia da Informação e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Explorando terras sem lei, realidade virtual (VR)

  1. Deivid Santos disse:

    Muito boa publicação Nando.
    – Cara, em minha opinião a Realidade Virtual e Realidade Aumentada deixaram seres humanos mais atentos as rupturas que estão batendo em nossa porta.
    Eu vejo isso como uma REVOLUÇÃO e não como um fracasso!
    Falta pouco para termos aquela sensação de tato, ofato e visão real do mundo virtual.
    Assim como você mencionou acima em seu texto dizendo que: ”Um dos grandes limitadores da Realidade Mista (virtual e aumentada) é a ausência de alguns sentidos. Nossa visão e audição são enganadas, mas perdemos a capacidade de sentir objetos, e este limitador faz com que tenhamos uma quebra imersiva poderosa. Nossa mente chega a um impasse psicológico, fazendo com que tudo aquilo deixe de parecer real.”
    Daqui alguns dias não existirá mais!
    – Lhe darei dois exemplos simples:

    1- A evolução dos Celulares…
    O que antes era o famoso ”tijolos” e eram totalmente litados. Hoje quase todos tem os famosos smartphones com um grande acesso e varias funções existem no mesmo.

    2 – Tamagotchi, que não se lembra?
    Se eu não me engano ele foi lançando em 1996 no Brasil. Posso está enganado e na maioria das vezes estou. Mas por favor sinta a vontade para me corrigir.
    Mas aonde eu quero chegar com isso?
    Simples! Hoje nos temos smartphone, no qual nos permite ter acesso quase ilimitado.
    Com vários entretenimentos.
    E com Realidade Aumentada, tivemos acesso a uma plataforma da Nintendo para baixar o famoso Pokémon GO.
    Uma evolução e tanta para inúmeros seres.

    Ou seja, o mundo está em constante mudança. E temos que caminhar lado a lado…
    Tudo na vida envolve uma ruptura e quebra de paradigmas e crenças.
    Um dia teve um maluco que disse que ia mudar tudo e que queria controle de ponta a ponta em em um smartphone e que iria evoluir mais e mais até chegar em nível touch screen e assim vai.
    E isto aconteceu!
    Ou estou errado?
    ENFIM!
    Precisamos de mais rupturas em nossas vidas para que possamos evoluir.
    O que vai diferenciar os ser humano de uma robô e até mesmo a RV, é a nossa capacidade de CRIATIVIDADE..
    – Ressalto aqui, isto em minha opinião.
    Entretanto, gostaria de parabenizar o Rafael Costa por sua jornada exemplar.
    Que mostra ser uma pessoa capaz de ter a capacidade de usar a Dopamina, Noradrenalina, Acetilcolina. Tudo isso ao mesmo tempo. Isso é uma qualidade incrível para qualquer ser humano.
    E parabéns ao seu líder Fernando Luis Parreiras!
    Uma boa equipe é reflexo de um bom LIDERANÇA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.