Os princípios do Service Design Thinking

design.jpg

O Service Design Thinking (design do serviço) é algo mais abrangente que o que geralmente estudamos como “Design Thinking” que geralmente visam a necessidade do usuário.

Dessa forma, o Service Design Thinking consiste em levar um serviço e fazer com que ele atenda as necessidades do usuário e do cliente para esse serviço.

Ele pode ser usado para melhorar um serviço existente ou para criar um novo serviço a partir do zero. Para se adaptar ao Service Design Thinking, um designer UX precisará compreender os princípios básicos do pensamento em design de serviços e concentrar diretamente no propósito para criá-los, ou seja, o processo imersivo já precisa ter sido bem realizado. Os princípios que serão citados aqui faz parte de um estudo da design ethos of Design4Services, uma organização comprometida com o desenvolvimento deste modelo de design e a divulgação do mesmo para a transformação empresarial.

Quando se trata de design de serviço “Um design não está terminado até que alguém o esteja usando”. Brenda Laurel, designer do MIT.

Princípios gerais do Service Design:

Os princípios gerais do Service Design Thinking são focar a atenção nos requisitos genéricos que envolvem todos os serviços. Eles são complementados por princípios que se relacionam com design de processos, design organizacional, design de informações e design de tecnologia.

  • Os serviços devem ser projetados com base em uma verdadeira compreensão da finalidade do serviço, da demanda pelo serviço e da capacidade do prestador de serviços de entregar.
  • Os serviços devem ser projetados com base nas necessidades do cliente e não nas necessidades internas do negócio.
  • Os serviços devem ser projetados para fornecer um sistema unificado e eficiente ao invés de componente por componente, o que pode levar a um desempenho geral deficiente.
  • Os serviços devem ser projetados com base na criação de valor para usuários e clientes e para serem tão eficientes quanto possível.
  • Os serviços devem ser projetados na compreensão de que eventos especiais (aqueles que causam variação em processos gerais) serão tratados como eventos comuns (e processos projetados para acomodá-los).
  • Os serviços devem sempre ser projetados com a entrada dos usuários do serviço.
  • Os serviços podem e devem ser “prototipados” antes de serem desenvolvidos na íntegra.
  • Os serviços devem ser projetados em conjunto com um caso e modelo de negócios claros.
  • Os serviços devem ser desenvolvidos como um serviço mínimo viável (MVS) e, em seguida, implantados. Eles podem então ser iterados e aprimorados para adicionar valor adicional com base nos comentários do usuário / cliente.
  • Os serviços devem ser projetados e entregues em colaboração com todas as partes interessadas relevantes (tanto externas como internas).

 

Fonte de estudos: Interaction Design Foundation

Anúncios

Sobre Fernando Luis Parreiras

Profissional com atuação em gestão de tecnologias e inovações, acumula experiência de mais de 18 anos executando, entregando e gerindo projetos com times de gênios em tecnologias e inovações disruptivas. Mestre em Empreendedorismo e inovação, formado em Desenho Industrial e Administração de empresas, possui especializações em Projetos, Inovação, Empreendedorismo, gamification, gestão executiva e de pessoas. Atuou em grandes empresas e projetos de alta complexidade, é entusiasta e praticante formado faixa preta em esportes de lutas e evangelizador de uma vida saudável.
Esse post foi publicado em Acadêmico, Gestão, Inovação, Profissional e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.